Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

PJ investiga destruição da Anta da Pedra dos Mouros

A Polícia Judiciária de Sintra está a investigar a destruição da Anta da Pedra dos Mouros, monumento situado em Belas e que remonta a 3500 anos antes de Cristo, que terá sido destruída no último fim-de-semana.
24 de Junho de 2010 às 18:16
Vestígio de fogueiras e lixo encontrados no local
Vestígio de fogueiras e lixo encontrados no local FOTO: DR

Para investigar o eventual “crime de dano contra o património”, a PJ dirigiu-se esta quinta-feira ao local  onde eram visíveis vários sinais de acampamento, fogueiras, lixo e a vedação estava parcialmente cortada. Segundo a PJ, “aparentemente”, a destruição não terá sido acto criminoso.

À agência Lusa, Guilherme Dias, presidente da Junta de Freguesia de Belas, reconhece que o monumento que está situado em propriedade privada, é visitado muitas vezes durante a noite mas que “seria preciso muita força para [o] partir”. O autarca culpabiliza o “rebentamento de rochas para construção” do IC16.

Ver comentários