Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

PJ militar investiga desaparecimento de quatro coletes da base do Alfeite

Alerta foi dado a 17 de julho por um militar pertencente à Força de Fuzileiros n.1.
Sérgio A. Vitorino 2 de Agosto de 2019 às 09:05
A carregar o vídeo ...
PJ militar investiga desaparecimento de quatro coletes da base do Alfeite

A Polícia Judiciária Militar está a averiguar as circunstâncias em que quatro coletes táticos, com placas de proteção antiestilhaços, desapareceram da base de Fuzileiros, no Alfeite, confirmou ao CM fonte oficial da Marinha.

Segundo apurou o CM, o alerta foi dado a 17 de julho por um militar pertencente à Força de Fuzileiros n.1, que fazia a conferência do seu material individual.

Este está à guarda dos próprios militares por fazerem parte da Força de Reação Imediata (FRI), que pela sua natureza e tipologia de missões atribuídas (como resgate de portugueses no estrangeiro e apoio humanitário ) e a elevada prontidão, implica que o equipamento de proteção individual se encontre distribuído aos respetivos Fuzileiros.

Após esse fuzileiro ter reportado a falta do seu "colete tático modular, de imediato foram realizadas buscas, tendo-se constatado o desaparecimento de outros três coletes táticos modulares, atribuídos a três militares da mesma Força", descreve a fonte oficial da Marinha.

"Apesar das buscas realizadas, não foi encontrado o material em falta, tendo sido efetuado no mesmo dia a comunicação à Polícia Judiciária Militar, que tomou conta da ocorrência", afirma. 

A Marinha instaurou um processo de averiguações e "foram desde logo implementadas medidas de reformulação e reforço dos espaços de armazenamento, bem como de controlo de saídas de pessoal e viaturas".

PJ Fuzileiros Alfeite Polícia Judiciária Militar Força de Reação Imediata Marinha
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)