Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

PJ prende burlões

Dois homens e uma mulher foram anteontem detidos pela Polícia Judiciária do Porto, suspeitos de pelo menos dez crimes de burla qualificada no âmbito da actividade fraudulenta de compra e venda de automóveis. O grupo geria duas imobiliárias, em Gondomar, e apropriava-se dos documentos dos clientes para comprar carros a crédito, que vendiam através de sites na internet.
21 de Janeiro de 2010 às 00:30
Investigação da PJ do Porto a empresários começou em Abril de 2009
Investigação da PJ do Porto a empresários começou em Abril de 2009 FOTO: José Gageiro

A investigação começou em Abril de 2009, a partir de queixas de lesados que começaram a ver as prestações dos carros serem debitadas nas contas bancárias. A burla ultrapassa os 300 mil euros.

A PJ descobriu a actividade ilícita paralela ao negócio imobiliário, onde os arguidos, com idades entre os 28 e os 36 anos, usavam documentos bancários e fiscais dos clientes das imobiliárias, falsificando também as assinaturas. Compravam automóveis de alta cilindrada em stands na zona do Porto e obtinham créditos em nome dos clientes. Quando as prestações eram cobradas, já os carros tinham sido vendidos pelos arguidos.

A PJ recuperou sete viaturas e documentação diversa, apre-endendo aos arguidos duas armas de alarme e um carro roubado na Suíça. O grupo foi ontem presente a tribunal.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)