Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

PJ prende donos de bar

Três anos depois de terem desencadeado uma operação num bar em Lousada, onde detiveram dois homens por lenocínio e auxílio à emigração ilegal, a Polícia Judiciária encontrou os mesmos crimes, na mesma casa de diversão nocturna.
23 de Novembro de 2007 às 00:02
Nova operação policial desencadeada no mesmo bar de alterne levou à detenção dos mesmos dois indivíduos, cujo processo se mantinha pendente, e à identificação de umas tantas brasileiras que se encontravam em situação ilegal.
Mais uma vez, o juiz decidiu aplicar medidas de coacção brandas. Os suspeitos estão obrigados a prestar cauções de 2500 euros e estão proibidos de contactar entre si.
Há três anos também tinham sido impedidos de contactar brasileiras, o que não terá sido cumprido.
Nessa altura, o tribunal deu ainda ordem de expulsão às empregadas que lá trabalhavam em situação ilegal. O CM sabe que a ordem não surtiu efeito e o mesmo tribunal voltou agora a emitir igual decreto de expulsão às mesmas cidadãs estrangeiras.
De acordo com a PJ, desta vez os investigadores acreditam ter conseguido recolher vários elementos de prova que indiciam fortemente a existência de um negócio de prostituição naquele estabelecimento.
As mulheres também seriam exploradas para terem aquela actividade, sendo que muitas delas quando eram aliciadas a viajar para Portugal desconheciam que teriam de se dedicar à prostituição.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)