Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

PJ sem dinheiro para carros e gasolina

“O orçamento da Polícia Judiciária para combustível foi, em 2005, de 1,3 milhões de euros. Para 2006 está prevista uma verba de 29 mil euros”, anunciou ontem o presidente da Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal (ASFIC). Carlos Anjos falava durante uma conferência de Imprensa, onde rejeitou as declarações do ministro da Justiça e reafirmou a “falta de objectivos do actual Governo para a PJ”.
13 de Janeiro de 2006 às 00:00
Várias viaturas da PJ estão na oficina e não há dinheiro para pagar
Várias viaturas da PJ estão na oficina e não há dinheiro para pagar FOTO: Raúl Coelho
Segundo apurou o CM a PJ está a pagar facturas de gasolina de 2005, já com o dinheiro orçamentado para 2006. Quanto aos automóveis, pelo menos 15 viaturas estão para arranjar há meses sem que exista verba para pagar às oficinas.
“Chegou-se ao ponto de as chefias pedirem contenção na utilização das auto-estradas de modo a poupar na Via Verde”, adiantou uma fonte da PJ.
Outro exemplo da falta de verba é o orçamento para material de escritório que passou de cinco milhões de euros em 2005 para 60 mil euros em 2006. “Nunca vivemos na história da PJ uma forma tão grave de estrangulamento financeiro”, disse Carlos Anjos. Esta situação, a que se soma a questão das reformas e dos Serviços Sociais, motivou a convocação de uma greve sectorial (a segunda na história da ASFIC) que se iniciará em Fevereiro.
A ASFIC espera contar com “a plena solidariedade” da Direcção Nacional da PJ e o presidente da Associação adiantou mesmo que a “Direcção Nacional compreende a nossa luta e foi informada de todos os passos tomados”.
“Se a Direcção Nacional não estiver ao lado dos funcionários, não está ao lado da PJ”, referiu Carlos Anjos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)