Plano de segurança rodoviária no Algarve parado há dois anos

Iniciativa anunciada em 2016 para reduzir sinistralidade com identificação dos ‘pontos negros’.
Por Rafael Duarte|14.02.19
  • partilhe
  • 3
  • +

O Plano Intermunicipal para a Segurança Rodoviária no Algarve foi assinado em 2016 mas, passados mais de dois anos, continua sem avançar. "Não há novidades" admitiu esta quarta-feira Jorge Botelho, presidente da Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL), ao CM.

O também presidente da Câmara de Tavira referiu que "o tema foi discutido e ficou por marcar uma reunião específica para fazer um levantamento global dos ‘pontos negros’ que existem". E espera marcar esse mesmo encontro "ainda este mês".

No ano passado 40 pessoas morreram nas estradas algarvias, mais 10 do que em 2017. Este ano, entre o dia 1 de janeiro e 7 de fevereiro, cinco pessoas perderam a vida em acidentes rodoviários.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!