Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Polícia convicta de que Beleza vendia droga

O comissário da PSP que coordenou a investigação do caso da alegada rede de tráfico de droga que envolve 38 arguidos disse ontem em Tribunal que Miguel Beleza Tavares era referido por outros acusados, nas escutas, como fornecedor.
13 de Outubro de 2006 às 00:00
Miguel Beleza Tavares é um dos 38 arguidos do caso
Miguel Beleza Tavares é um dos 38 arguidos do caso FOTO: Mariline Alves
Rui Fonte, a primeira testemunha de acusação a ser ouvida na 4.ª sessão do julgamento do filho de Leonor Beleza, explicou que o jovem, que foi investigado durante meses, era suspeito de adquirir produto estupefaciente em Marrocos para vendê-lo posteriormente. Aliás, o comissário da PSP revelou que o passaporte do arguido foi apreendido com vários carimbos de entrada e saída daquele país.
Rui Fonte, que participou nas buscas a casa de Miguel Beleza Tavares, a 15 de Junho de 2004, disse ainda que foram apreendidos, no quarto deste, cerca de 2400 euros em dinheiro e sacos de plástico e adesivo para embrulhar o haxixe. A próxima sessão está marcada para 24 de Outubro.
Ver comentários