Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Polícia dá bastonada a trabalhadores

Os trabalhadores da construtora Pereira da Costa, na Venda Nova, Amadora, foram carregados ontem à bastonada por agentes da PSP. As forças policiais, sob o comando de Sarmento Gaspar, detiveram mesmo um dirigente sindical e levaram-no para a esquadra.
14 de Março de 2007 às 00:00
As autoridades detiveram um dirigente sindical
As autoridades detiveram um dirigente sindical FOTO: Duarte Roriz
A carga policial aconteceu quando a oficial de justiça que se deslocou à empresa para fazer um inventário e deixar sair alguns bens se preparava para dar uma entrevista a um canal televisivo. Os trabalhadores, que não recebem salários há seis meses e estão impedidos de entrar nas instalações da construtora civil, exaltaram-se e os agentes policiais desataram à bastonada para proteger a funcionária judicial.
Segundo o sindicalista João Serpa, “saíram, ontem de manhã, diversas viaturas com bens da empresa e mais dois camiões com cabos de aço e de cobre para um terreno que o proprietário da Pereira da Costa tem na Ramada, concelho de Odivelas”.
A CGTP escreveu de imediato uma carta ao ministro da Administração Interna a protestar contra a “repressão policial à bastonada”.
A central sindical dirigida por Manuel Carvalho da Silva lembrou ao ministro António Costa que “houve uma decisão judicial que mandou os trabalhadores serem reintegrados”. Assim, a CGTP considerou “estranho que não tenha havido qualquer diligência oficial no sentido de dar execução à referida decisão judicial e se assista agora a uma intervenção policial”.
DESPEDIDOS 83 DOS 220
A Pereira da Costa despediu 83 dos 220 trabalhadores. Os visados interpuseram uma providência cautelar. O proprietário da empresa de construção civil também interpôs uma providência cautelar, alegando que os trabalhadores o impediam de entrar na Pereira da Costa. Recorde-se que a empresa, falida em Agosto de 2005, foi adquirida por Luís Moreira.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)