Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Polícia Marítima apanha oito jovens migrantes no areal de Monte Gordo

Suspeitos alegam que estiveram durante cinco dias no mar e estão agora retidos para identificação no Algarve.
Correio da Manhã e Sérgio A. Vitorino 11 de Dezembro de 2019 às 11:24
Polícia Marítima apanha oito jovens migrantes no areal de Monte Gordo
Polícia Marítima apanha oito jovens migrantes no areal de Monte Gordo
Polícia Marítima apanha oito jovens migrantes no areal de Monte Gordo
Polícia Marítima apanha oito jovens migrantes no areal de Monte Gordo
Polícia Marítima apanha oito jovens migrantes no areal de Monte Gordo
Polícia Marítima apanha oito jovens migrantes no areal de Monte Gordo
Polícia Marítima apanha oito jovens migrantes no areal de Monte Gordo
Polícia Marítima apanha oito jovens migrantes no areal de Monte Gordo
Polícia Marítima apanha oito jovens migrantes no areal de Monte Gordo

Oito jovens, com idades entre os 16 e os 20 anos, foram intercetados pela Polícia Marítima após terem desembarcado na zona poente da praia de Monte Gordo, esta quarta-feira. 

As oito pessoas, que alegam ser marroquinas, deixaram as instalações após terem sido retidas pelas autoridades que estão a investigar se este se trata do primeiro caso de desembarque de migrantes em Portugal. Foram levados para o Comando-local da Polícia Marítima de Vila Real de Santo António, com apoio da GNR.

Os migrantes revelam sintomas de princípio de hipotermia e alegam que estiveram durante cinco dias no mar até desembarcarem naquela praia do distrito de Faro.

Os jovens chegaram numa baleeira - barco de pequenas dimensões - que foi apreendida. A denúncia foi feita por populares que viram a baleeira chegar e encalhar no areal, pelas 10h10.  

A Polícia Marítima de Vila Real de Santo António estava junto ao local numa ação de fiscalização e dirigiu-se de imediato para a praia, por via marítima e terrestre, tendo intercetado os oito rapazes nas dunas da praia de Monte Gordo.

Não há indícios de tráfico de droga.

Cerca das 15h00, a Polícia Marítima colocou uma carrinha de transporte de passageiros junto à porta da garagem da capitania do porto algarvio e, poucos minutos depois, os alegados migrantes, todos do sexo masculino e com idades entre os 16 e os 20 anos, entraram um a um no veículo, algemados com bridas de plástico, antes de seguirem sob escolta policial para destino não revelado pelas autoridades, constatou a agência Lusa no local.

A carrinha saiu escoltada por mais dois veículos, um na parte traseira, da Polícia Marítima, e outro na dianteira, pertencente ao SEF, que não esclareceu os jornalistas presentes no local sobre o destino dos oito migrantes.

"Aparentavam estar em estado normal, tranquilo, e sem necessitar de grandes cuidados, e foram transportados para o Comando local da Polícia Marítima de Vila Real de Santo António para identificação", afirmou Vasconcelos de Andrade, sublinhando que foi "providenciada alimentação e vestuário, com apoio da Câmara" da cidade algarvia.

A mesma fonte disse ainda que, pelo que foi possível perceber, os jovens "alegadamente não se queriam dirigir a Portugal e queriam deslocar-se para a costa sul de Espanha", podendo ter a embarcação sido desviada para oeste.

A mesma fonte remeteu mais explicações para o SEF, que está a tentar confirmar a nacionalidade dos jovens e que já terá contactado familiares e recebido cópias de algumas identificações, que apontavam ser provenientes de Marrocos.

A situação processual dos jovens é de que estão "retidos para identificação" e vão ficar à guarda do SEF até este processo estar concluído. 

Algarve Portugal Polícia Marítima migrantes praia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)