Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Polícia Judiciária investiga mais queixas de notas falsas

Cidadão espanhol detido em Portimão andou por várias zonas da região e do País
Rui Pando Gomes 20 de Julho de 2019 às 09:16
Notas Falsas
Dinheiro
Algemas
Notas Falsas
Dinheiro
Algemas
Notas Falsas
Dinheiro
Algemas

A Polícia Judiciária (PJ) está a investigar se o homem que foi detido na cidade de Portimão por posse de notas falsas, na quinta-feira, fez pagamentos noutras zonas da região do Algarve.

O suspeito, de 56 anos, tal como o CM noticiou esta sexta-feira, foi detido pela PSP depois de ter sido intercetado por um grupo de comerciantes do mercado de Portimão. O homem, bem vestido e de aparência cuidada, fez várias compras de produtos de baixo valor, mas levantou suspeitas na hora de pagar, ao usar as notas contrafeitas. Foi retido no local por vários vendedores até à chegada dos agentes da PSP, que concretizaram a detenção. Tinha na sua posse uma nota de 50, cinco de 20, seis de 10 e duas de 5 euros.

Segundo o CM conseguiu apurar, o suspeito é de nacionalidade espanhola e já estava a ser investigado pela Diretoria do Sul da PJ há mais de um mês. Terá passado por estabelecimentos na zona de Vila Real de Santo António, Tavira e Olhão, locais onde as autoridades investigam se realizou pagamentos com as notas falsas em estabelecimentos comerciais. Os investigadores estão ainda a tentar perceber se o homem atuou com a ajuda de cúmplices.

Depois de ter sido detido, na quinta-feira, o indivíduo foi entregue à Polícia Judiciária. Terá sido reconhecido por vários comerciantes a quem fez pagamentos com as notas contrafeitas. Vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação de medidas de coação até julgamento.

PSP Polícia Judiciária Algarve Diretoria do Sul da PJ Portimão crime polícia lei e justiça
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)