Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Polícia Marítima destrói 210 bolas de Berlim

Vendedor não possuía licença e transportava os bolos sem condições de higiene.
Tânia Pires 30 de Agosto de 2016 às 18:16
Bolas de Berlim apreendidas
Bolas de Berlim apreendidas
bolas de berlim
bolas de berlim
bolas de berlim
Bolas de Berlim apreendidas
Bolas de Berlim apreendidas
bolas de berlim
bolas de berlim
bolas de berlim
Bolas de Berlim apreendidas
Bolas de Berlim apreendidas
bolas de berlim
bolas de berlim
bolas de berlim
A Polícia Marítima apreendeu e destruiu esta terça-feira 210 bolas de Berlim nas praias de São João, na Costa da Caparica, Almada.

O vendedor estava a sair do areal, após ter vendido 99 bolas de Berlim, quando foi interceptado pelos agentes. Segundo o comunicado da Polícia Marítima, o vendedor não tinha "autorização ou licenciamento prévio" para vender os bolos.

Para além da falta de licença, o vendedor tinha várias caixas com bolas de Berlim numa viatura sem "caixa isotérmica para transporte de alimentos perecíveis, estando os bolos acondicionados em caixas de plástico sem as mínimas condições higieno-sanitárias, sem guia de transporte, nem documento comprovativo do local e hora de fabrico".

"Na ação foram empenhados dois agentes e uma viatura TT da Polícia Marítima", lê-se ainda no comunicado.
Polícia Marítima bolas de Berlim são joão praia vendedor bolos
Ver comentários