Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Polícia Municipal removeu 818 carros abandonados na cidade

A capital ganhou o equivalente a quase um campo de futebol em estacionamento, devido às viaturas retiradas pela Policia Municipal da via pública desde Janeiro, disse o comandante desta força de segurança.
11 de Novembro de 2011 às 09:17
Espaço libertado para estacionamento equivale a um campo de futebol
Espaço libertado para estacionamento equivale a um campo de futebol FOTO: Mariline Alves / Correio da Manhã

"A preocupação ambiental obriga a Polícia Municipal a redobrar a atenção aos carros abandonados na cidade, tendo sido já retirados 818 entre Janeiro e Setembro deste ano", sublinhou o comandante desta polícia, subintendente André Gomes, em entrevista à agência Lusa.

No mesmo período, a "Polícia Municipal de Lisboa (PML) registou 35.732 mil infracções ao código da estrada", entre estacionamento, utilização indevida de telemóvel, excesso de velocidade, falta de cinto de segurança, entre outras infracções.

No caso do estacionamento, a PML colocou "11.849 bloqueadores a automóveis mal estacionados, e rebocou 3.750 viaturas", acrescentou. Foram ainda apreendidas por esta polícia 42 viaturas, e detidas 31 pessoas em flagrante delito.

De acordo com dados recolhidos pela PML com base nos radares e dos agentes no terreno, os automobilistas "circulam mais devagar". Para o subintendente André Gomes tal deve-se à "influência das multas, mas [também a] uma maior consciência e civismo dos automobilistas", para as regras e Código da Estrada.

A constatação de que os automobilistas circulam mais devagar é reforçada por um estudo recente encomendado pela empresa de aluguer de automóveis Europcar, que refere que "cerca de 86 por cento dos condutores portugueses conduz mais devagar, um aumento de 11 pontos percentuais desde 2009, e superior ao resto da Europa".

Ainda segundo o mesmo documento, "mais de 8 em 10 portugueses afirmam que conduzem de forma diferente", por "motivos ecológicos e mais de 7 em 10 utilizam o automóvel com menos frequência para viagens curtas", ou "efetuam menos viagens longas, resultados superiores aos da Europa em geral".

O estudo refere ainda que os condutores modificaram os seus hábitos por "questões económicas e ambientais", e que os portugueses foram os que mais o fizeram.

 

carros Lisboa estacionamento Polícia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)