Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

POLÍCIA PASSA MULTAS A PEÕES

Vinte e oito pessoas foram ontem autuadas pela Polícia de Segurança Pública de Faro por não utilizarem as passadeiras para atravessar a estrada. A acção da polícia teve como objectivo fiscalizar os condutores de veículos que não respeitam as passagens para peões, mas os agentes de autoridade aproveitaram para fiscalizar também os transeuntes que não passavam nos locais que lhes são destinados, o que gerou uma forte contestação dos infractores.
19 de Junho de 2003 às 00:00
Atravessar nas passadeiras é mais seguro e evita multas
Atravessar nas passadeiras é mais seguro e evita multas FOTO: MIRA
A acção da PSP decorreu em dois locais da cidade e apenas um automobilista foi multado por não respeitar a 'zebra', tendo sido ainda autuados oito condutores sem cinto e quatro que falavam ao telemóvel enquanto conduziam.
A fiscalização, levada a cabo por seis elementos da Esquadra de Faro da PSP, durante duas horas e meia, na Pontinha (final da Rua de Santo António) e na Avenida Calouste Gulbenkian, acabou por resultar na autuação aos peões, que contestaram a atitude dos polícias. "As pessoas reclamaram bastante com a nossa acção, porque não estão sensibilizadas para a fiscalização nem para respeitarem as passadeiras", referiu ao CM o Relações Públicas da PSP, subcomissário Campos Oliveira, reconhecendo também que tem havido pouca fiscalização neste campo, prometendo um reforço para breve a esse nível.
Alguns dos transeuntes consideraram a atitude da PSP "anti-pedagógica" e lamentaram o facto de as passadeiras não estarem visíveis. Para a polícia isso não é desculpa, uma vez que "toda a gente sabe onde são as passadeiras, apesar de poderem não estar pintadas de fresco", refere aquele responsável. Cada um dos 28 peões foi autuado com uma multa de seis euros, se a pagar de imediato, mas pode subir aos 30 euros em caso de reclamação não satisfeita.
FISCALIZAÇÃO CONTINUA NOS PRÓXIMOS DIAS
As acções de fiscalização da PSP aos automobilistas vão repetir-se nos próximos tempos, tendo em vista também outras infracções, conforme confirmou ao Correio da Manhã o oficial de Relações Públicas da PSP, subcomissário Campos Oliveira.
A fiscalização às infracções de trânsito, tal como a que ontem aconteceu em Faro, vão prosseguir nos próximos dias, com um reforço de agentes na rua, garantiu aquele mesmo responsável.
As próximas acções serão destinadas, sobretudo, a fiscalizar os condutores sob o efeito do álcool, A fiscalização nas passadeiras justifica-se, segundo aquele responsável, por os atropelamentos nesses locais serem uma das principais causas de morte em Portugal e através da acção preventiva podem reduzir-se esses números dramáticos.
TESTEMUNHOS
CARROS TRAVAM (Hedeviges Cavaco - 47 anos)
"Ouvi pessoas queixarem-se de a polícia estar a multar quem passava fora na passadeira. Acho bem. Vejo todos os dias carros a travarem porque há pessoas que não passam onde deviam, na passadeira."
MULTA ELEVADA (Manuel Lourenço - 57 anos)
"Concordo que multem quem não utiliza a passadeira, porque é lá que se deve passar, é mais seguro. Seis euros é capaz de ser um valor um bocado elevado para a multa. Normalmente, passo nas passadeiras"
É PARA OS PEÕES (Antonieta Reis - 75 anos)
"Ouvi dizer que as pessoas foram multadas de manhã. Acho bem que a polícia multe quem não passa no local indicado. A passadeira é para os peões passarem e mesmo aí tenho cuidado com os carros e espero que eles parem primeiro".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)