Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Polícias pagam fardamento

Há polícias a pagar a farda do próprio bolso, tudo porque o Governo e a Direcção Nacional da PSP não regulamentaram determinados aspectos do novo estatuto profissional que criou um subsídio de fardamento no valor de 150 euros.
11 de Agosto de 2010 às 00:30
Novo estatuto por regulamentar
Novo estatuto por regulamentar FOTO: Pedro Catarino

A denúncia foi feita ao CM pelo Sindicato Unificado de Polícia (SUP), que acrescentou: "há elementos que até são credores de dinheiro do antigo fundo de fardamento e pagam com o próprio dinheiro as peças de farda", explicou ontem ao nosso jornal Peixoto Rodrigues, presidente do SUP.

A portaria com os novos modelos de fardas da PSP entrou anteontem em vigor. No entanto, falta ainda regulamentar a concessão do novo subsídio de fardamento, de 150 euros anuais, aos polícias, para que estes possam aceder à verba.

A Direcção da PSP afirma desconhecer estes casos, mas confirma existirem elementos que nada devem nem têm a haver à PSP, a pagar a própria farda.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)