Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Dois polícias mortos em perseguição

Agentes da PSP projetados pela passagem de comboio em Sacavém.
T.L.P. 25 de Fevereiro de 2015 às 12:40
polícias, sacavém
polícias, sacavém FOTO: CMTV

Dois agentes da Polícia de Segurança Pública (PSP), ambos com menos de 30 anos, morreram projetados pela passagem de um comboio alfa, entre a Bobadela e Sacavém, enquanto perseguiam suspeitos de um assalto a uma habitação.

O acidente mortal no concelho de Loures ocorreu pelas 11h47 desta quarta-feira, na Linha do Norte, perto da estação da Bobadela.

Fonte da direção nacional da PSP indicou que os dois polícias pertenciam à esquadra de São João da Talha, no mesmo concelho do acidente, e estavam a perseguir "um ou mais suspeitos a um assalto a residência". Segundo outra fonte policial, a residência assaltada localiza-se na Bobadela e tanto os suspeitos como os agentes (com cerca de três anos de serviço) estavam apeados.

De acordo com o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), o pedido de socorro foi recebido às 11h54 e para a estação de comboios de Sacavém foram enviados uma viatura médica de emergência e reanimação (VMER), duas ambulâncias de socorro dos Bombeiros Voluntários de Sacavém e uma unidade móvel de intervenção psicológica de emergência.

Dois homens detidos

Dois homens que estavam a ser perseguidos pelos agentes da PSP mortos em Loures, foram detidos e estão à guarda da Polícia de Segurança Pública, disse à agência Lusa fonte policial.

Segundo a mesma fonte, os homens são suspeitos de um assalto a uma residência na Bobadela e estavam a ser alvo da perseguição apeada por parte dos dois polícias que morreram entre a Bobadela e Sacavém.

A polícia acredita que os dois detidos, capturados perto da zona onde decorreu o acidente, eram os únicos suspeitos que estavam a ser perseguidos pelos polícias, ambos com cerca de três anos de serviço, acrescentou a fonte.

Zona inacessível a peões

A Comboios de Portugal (CP) informou que o acidente ocorreu no sentido sul-norte, entre as estações de Sacavém e Bobadela, a cerca de 400 metros da plataforma da Bobadela. 

A empresa explicou que se trata de uma zona de via quádrupla e que duas linhas ficaram fechadas à circulação. Contudo, pouco antes das 13h00 o comboio envolvido no acidente estava já a reiniciar a marcha.

A Rede Ferroviária Nacional (Refer) disse que a zona onde ocorreu o acidente é "inacessível em circunstâncias normais a peões".

Suspeitos têm antecedentes criminais

Os dois homens detidos após serem perseguidos pelos agentes da PSP colhidos esta quarta-feira mortalmente por um comboio já tinham "vários antecedentes criminais", inclusive uma anterior fuga às autoridades, informou o comandante do Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis).

Agentes "têm de morrer" para serem heróis
O Sindicato Nacional da Polícia (Sinapol) lamentou esta quarta-feira que os polícias tenham de morrer para serem heróis e criticou o que considerou falta de reconhecimento e de diferenciação da profissão pelo poder político e pela Direção Nacional da PSP.

"É triste ter de dizer que para se ser herói na polícia tem de se morrer. E estes meus colegas foram heróis e deram a sua vida pela causa que amavam, que era ser polícias. Mas, (...) o que revolta é depois o sentimento de não reconhecimento da profissão", disse o presidente do Sinapol à agência Lusa, após a morte de dois agentes, esta quarta-feira colhidos por um comboio, em Loures, durante uma perseguição policial.

Polícia de Segurança Pública polícias mortos agentes PSP colhidos comboio Sacavém Linha do Norte
Ver comentários