Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Porca por substituir causa tragédia aérea

Queda de aeronave em Santo Tirso matou os dois ocupantes a bordo.
Manuel Jorge Bento 12 de Julho de 2018 às 08:35
Pedro Soares tinha 42 anos
Sérgio Silva tinha 41 anos
Avioneta despenhou-se depois de ter entrado numa espiral descontrolada
Porca que não foi substituída bloqueou o controlo das asas da aeronave
Pedro Soares tinha 42 anos
Sérgio Silva tinha 41 anos
Avioneta despenhou-se depois de ter entrado numa espiral descontrolada
Porca que não foi substituída bloqueou o controlo das asas da aeronave
Pedro Soares tinha 42 anos
Sérgio Silva tinha 41 anos
Avioneta despenhou-se depois de ter entrado numa espiral descontrolada
Porca que não foi substituída bloqueou o controlo das asas da aeronave
Sérgio Silva e Pedro Soares, de 41 e 42 anos, morreram na queda da avioneta em que realizavam um passeio, a 26 de maio de 2015. A aeronave despenhou-se, em Água Longa, Santo Tirso, devido à falha do sistema de controlo dos flapes (abas nos bordos das asas).

Uma porca de cobre daquele mecanismo - que não fora substituída -, terá originado a falência do controlo das asas, fazendo com que o monomotor entrasse em espiral, sem que o piloto conseguisse assumir o controlo.

Os dados são revelados no relatório do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves. "O impacto foi de extrema violência, provocando a desintegração de grande parte do avião e a morte dos ocupantes", lê-se.

A entidade atesta que o piloto, Sérgio Silva, e o proprietário da avioneta "partilhavam informação sobre o estado do avião e manutenções a realizar". No entanto, "as porcas de ambos os atuadores de flapes estavam instaladas no avião desde a construção e tinham atingido mais de 1088 horas de voo, quando deviam ter sido substituídas a cada 300 horas ou três anos", é referido.

As duas vítimas eram amigas de longa data e partilhavam a paixão por aviões. Decidiram realizar um passeio após saírem do trabalho, na Maia. O acidente ocorreu quando regressavam já ao aeródromo de Vilar da Luz.

Os serviços de socorro foram alertados por testemunhas oculares. O acidente foi às 18h20. O sistema nacional de emergência foi ativado às 18h25 e a GNR chegou às 18h37.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)