Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Portugal tem 23 mil crianças em perigo

Há cerca de 23 mil crianças em perigo no nosso país. Os dados incluem menores até aos 14 anos, vítimas de maus tratos, abusos sexuais, agressões físicas e psíquicas e serão divulgados hoje e amanhã num encontro das Comissões de Protecção de Menores, em Castelo de Vide.
3 de Novembro de 2005 às 00:00
Diz a UNICEF que 3,7 em cada cem mil crianças portuguesas morrem por maus tratos
Diz a UNICEF que 3,7 em cada cem mil crianças portuguesas morrem por maus tratos FOTO: Pedro Catarino
O relatório refere-se aos processos que as comissões acompanharam em 2004 e revela um acréscimo de duas mil crianças em situações de risco sinalizadas pelos técnicos das comissões.
Em 2003, as comissões acompanharam mais de 21 mil crianças, a maioria das quais entre os 13 e os 15 anos. Dos 13 488 processos instaurados, 36,5 por cento foram motivados por negligência, 20,6 por abandono escolar e 16,4 por cento ficaram a dever-se a maus tratos físicos e psíquicos.
Tal como em 2003, também os dados de 2004 estarão longe da realidade. Segundo o vice-presidente da Rede Europeia da Acção Social e presidente da Comissão de Acompanhamento da Lei da Adopção, Luís Villas Boas, vivem em Portugal 150 mil crianças em situação de risco acrescido, no limiar da pobreza e da exclusão social.
Valores que escondem dramas humanos vividos por pequenos seres que exigem protecção. Cada número tem rosto e nome: Catarina, Joana, Vanessa, Daniel. Desapareceram. Morreram vítimas de violência.
O ANO DE JOANA
Os números colocam Portugal no topo dos países ‘maltratantes’. Segundo a UNICEF, o nosso país ocupou em 2004 – o ano em que desapareceu Joana – o primeiro lugar nos casos de maus tratos a crianças com consequências mortais, numa lista dos 27 países industrializados da OCDE.
De acordo com a UNICEF, no nosso país, em cada cem mil crianças com menos de 15 anos, 3,7 morrem anualmente vítimas de negligência ou maus tratos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)