Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

PORTUGUÊS ASSASSINADO POR LADRÕES

Foi anteontem à noite assassinado mais um luso-descendente na África do Sul, o segundo no espaço de 24 horas e o 12.ª deste ano. José Sabino de Sousa, de 44 anos, estava no seu escritório quando foi surpreendido por um grupo de assaltantes. Ainda pediu que lhe poupassem a vida mas foi morto com dois tiros na cara.
23 de Agosto de 2003 às 00:00
Violência na África do Sul já provocou, só este ano, 12 mortes
Violência na África do Sul já provocou, só este ano, 12 mortes FOTO: d.r.
Segundo explicou ao CM o padre Carlos Gabriel, do Foro Português naquele país, o luso-descendente – nascido em Joanesburgo mas filho de pais originários do Jardim do Mar (Madeira) – o caso deu-se em Nylstroom, a 100 quilómetros de Pretória, pelas 20h30 de anteontem.
“Ele estava no seu escritório onde, com um empregado português, fazia as contas do final do dia. Foi surpreendido por um grupo de assaltantes e quando viu as armas disse: “Levem o dinheiro mas deixem a vida”. Foi logo assassinado com dois tiros na cara”, contou o padre Gabriel.
O empregado teve, nessa altura, o sangue-frio de accionar o alarme ligado à Polícia, que chegou ao local passados poucos minutos. Segundo soube o CM, três dos assaltantes já foram detidos e no móbil do crime estará o dinheiro e uma suposta vingança por um despedimento.
José Sabino de Sousa detinha um quarteirão em Nylstroom onde explorava um supermercado, uma padaria e um talho. Era casado e deixou uma viúva e dois filhos, de 17 e 12 anos.
NÚMEROS TRÁGICOS
Desde 1990 já foram assassinados na África do Sul 291 portugueses, segundo contas do Foro Português naquele país. Este ano as vítimas da violência já são 12. É esta a triste lista:
Sérgio de Castro, 22 anos, degolado a 18 de Janeiro, no Cabo.
José Serrão Barradas, 33 anos, e o irmão Rui Serrão Barradas, de 30, assassinados a 14 de Maio.
Fernando Higino, 64 anos, morto com um tiro na cabeça, no dia 25 de Maio, em Joanesburgo.
José Santos de Ascenção, 32 anos, assassinado a 17 de Junho em Joanesburgo.
José Pereira dos Santos, de 41 anos, assassinado a 29 de Junho.
Gilberto Freitas Black, de 56 anos, morto a 4 de Julho.
Jordão Vicente Martins, 51 anos, morto com quatro tiros em Joanesburgo, no dia 19 de Julho.
João Rodrigues Frade, assassinado no dia 20 de Julho.
Nilva Azevedo Lagoa, 38 anos, morta por assaltante no dia 20 de Julho.
Rafael António Farinha, 55 anos, morto em Joanesburgo no dia 21 deste mês.
Ver comentários