Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Português esfaqueado até à morte

Sem dizer uma palavra, Jun, de 37 anos de idade e nacionalidade chinesa, entrou de rompante num albergue de Aitona e esfaqueou até à morte José Carlos, um cozinheiro português de 49 anos.
29 de Setembro de 2007 às 00:00
O crime violento ocorreu por volta das 21h00, no albergue de trabalhadores temporários ‘El Arròs’, quarta-feira, em Aitona, na Catalunha, Espanha.
Segundo o diário ‘La Mañana Digital’, a primeira facada desferida pelo assassino atingiu o português nas costas e a segunda no abdómen.
O homicídio foi presenciado por várias testemunhas que relataram o caso às autoridades. Após ter morto José Carlos, Jun tentou fugir, tendo sido apanhado por dois jovens, que o prenderam até à chegada das autoridades.
O indivíduo foi detido pelos Mossos d’Esquadra. Ao que o CM apurou, José Carlos natural de Odivelas, era uma pessoa querida no albergue. Tinha trabalhado durante muito tempo na Alemanha estando a viver na Catalunha. Era responsável pelos serviços de alimentação do estabelecimento onde trabalhava. Jun não era admirado como José Carlos. Segundo alguns trabalhadores temporários o homicida é um indivíduo conflituoso, com problemas mentais. “Por vezes podíamos vê-lo a falar com as árvores”, disseram ao jornal espanhol.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)