Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Português estava há sete anos fugido em França

Homem foi detido em operação stop perto de Nancy. É suspeito de matar homem a tiro em Viana do Castelo.
Secundino Cunha 22 de Julho de 2020 às 08:59
A carregar o vídeo ...
Português estava há sete anos fugido em França
Um português de 36 anos, que estava há sete fugido à Justiça, foi detido pelas autoridades francesas, no passado dia 16, no âmbito de uma operação stop em Longlaville, nos arredores de Nancy.

Valdemar Silva, conhecido pela alcunha de ‘Nonó’, é acusado de ter morto a tiro Jorge Matos, de 35 anos, na noite de 15 de janeiro de 2013. É também suspeito de, nessa mesma noite, ter esfaqueado Márcio Matos, irmão da vítima mortal.

Após os crimes, Valdemar fugiu para o Luxemburgo, onde tem família emigrada. Nessa altura foi emitido um mandado de busca internacional, mas o suspeito manteve-se na região, entre o Luxemburgo e a França, durante sete anos.

No dia 16, foi mandado parar pela polícia francesa e, após a identificação, foi detido. Esta quarta-feira será presente a um tribunal de recurso, que determinará a sua extradição. Uma vez em Portugal, Valdemar Silva será constituído arguido, seguindo-se a marcação do julgamento por um coletivo.

O advogado da família das vítimas, Morais da Fonte, diz que “esta detenção só ocorreu porque a família nunca desistiu de levar o arguido à Justiça”.

pormenores
Rixa em dois momentos
O crime de 15 de janeiro de 2013 começou às 23h10, na cidade de Viana, com o esfaqueamento de Márcio, e terminou em Darque, junto à casa do suspeito, com o disparo de um tiro de caçadeira que tirou a vida a Pedro.

Ajudado pela família
Ao longo dos mais de sete anos em que esteve fugido à Justiça, Valdemar Silva contou com a ajuda da família que reside no Luxemburgo. Para iludir as autoridades, passou a residir em França, na zona de Nancy, a cerca de 40 quilómetros, mas sempre com apoio familiar.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)