Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Português morto na África do Sul

Um emigrante português, de 56 anos, natural do arquipélago da Madeira, foi assassinado a tiro ontem, na localidade de Kaapmainden, a 400 quilómetros da cidade de Joanesburgo, na África do Sul
13 de Março de 2005 às 00:00
Emigrantes são vítimas
Emigrantes são vítimas FOTO: Elske Kritzinger/Epa
João Ribeiro, 56 anos, preparava-se para abrir a porta do seu snack-bar quando foi morto pelos bandidos, dois ou três homens armados, que lhe terão exigido dinheiro.
“A resistência do nosso compatriota valeu-lhe um tiro no peito, tendo caído de imediato por terra”, contou ao CM o padre Carlos Gabriel do Forum Português Contra o Crime.
Casado e pai de três filhos, todos maiores de idade, um dos quais foi o padre Gabriel que lhe celebrou o matrimónio, o português vivia na África do Sul há 20 anos.
Quarenta dias depois de dois outros portugueses terem sido mortos a tiro, um em Pretória e o outro em Joanesburgo, agora foi a vez deste madeirense ser vítima da violência de marginais.
João Ribeiro é o terceiro emigrante português assassinado em 2005, na África do Sul.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)