Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Português viajava com 2,5 milhões

Um cidadão português que tentava sair de território espanhol com 2,549 milhões de euros, em dinheiro, rumo a Portugal, foi impedido de o fazer pela Guardia Civil de Badajoz.
7 de Janeiro de 2005 às 00:00
As autoridades dizem que o português estava a infringir a lei
As autoridades dizem que o português estava a infringir a lei FOTO: Rui Moreira
Segundo notícia da edição digital do jornal ‘Hoy’, as autoridades do país vizinho afirmam que o português estava a infringir a Lei de Controle de Câmbios, que só permite a saída de dinheiro daquele território até 6010 euros.
De acordo com a mesma fonte, tudo o que ultrapasse essa quantia, obriga à realização de uma declaração, a qual não foi apresentada.
Este caso passou-se na madrugada de terça para quarta-feira, já bastante próximo da fronteira, numa altura em que o indivíduo transportava a referida quantia distribuída por três sacos.
O dinheiro acabou no Banco de Espanha, até que o portador da referida verba regularize as burocracias obrigatórias para o transporte da mesma para fora do território espanhol, e comprove a origem legal da mesma.
Na altura em que foi abordado pela Guardia Civil de Badajoz, o cidadão português viajava num autocarro de turismo. Confrontado com o transporte de tanto dinheiro e questionado sobre a finalidade da saída do mesmo, o indivíduo terá afirmado que se destinava à compra de alguns terrenos em Portugal.
O CM tentou obter mais esclarecimentos junto da Guardia Civil mas, por ontem ter sido feriado em Espanha, tal foi impossível de conseguir. No posto misto do Caia, composto por elementos da Polícia Nacional de Espanha, do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e da GNR, não havia dados disponíveis sobre este caso, uma vez que o mesmo foi desenvolvido pela Guardia Civil, e não por qualquer uma destas três forças das autoridades.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)