Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Portuguesa de 77 anos morta à pancada em Moçambique

Laura Pereira foi violentamente agredida pelo capataz, em casa.
Sérgio A. Vitorino 2 de Janeiro de 2018 às 01:30
Laura Pereira
Laura Pereira
Hospital Provincial de Chimoio
Laura Pereira
Laura Pereira
Hospital Provincial de Chimoio
Laura Pereira
Laura Pereira
Hospital Provincial de Chimoio
Maria Laura da Silva Pereira, de 77 anos, foi assassinada à pancada durante um assalto à sua casa, no centro da localidade de Chimoio, na província de Manica, Moçambique. A emigrante, que geria uma agropecuária, terá sido morta pelo caseiro da sua quinta, que já foi detido com um cúmplice. Foi a segunda portuguesa a ser morta naquele país no espaço de uma semana.

Segundo adiantou ao CM uma fonte da família, Laura Pereira estava emigrada há 40 anos em Moçambique e era uma pessoa "conhecida e respeitada" em Manica. O alerta para o crime foi dado, na noite de sábado, pelo capataz da quinta de criação de codornizes, que contou que estava a regar e ouviu um grito vindo da casa.

Mas a polícia apurou que, antes de chamar o socorro, o homem - que tinha "toda a confiança" da vítima - trocou de roupa. Isso e a falta de sinais de arrombamento levaram a polícia a detê-lo, bem como a outro suspeito.

As autoridades encontraram Laura, que era viúva, no chão da sala, com sinais de agressão na cabeça. "Terá sido surpreendida ao ver televisão", disse uma amiga. Laura morreu no Hospital Provincial de Chimoio.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)