Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Filha de portuguesa morta à facada na Bélgica tentou salvar a mãe

Maria da Rocha terá sido esfaqueada pelo companheiro.
7 de Março de 2018 às 12:35
Maria da Rocha e o companheiro
David Vens é suspeito de ter assassinado a mulher portuguesa
Maria da Rocha foi assassinada na Bélgica
Maria da Rocha foi assassinada na Bélgica
David Vens é suspeito de ter assassinado a mulher portuguesa
David Vens é suspeito de ter assassinado a mulher portuguesa
Maria da Rocha e o companheiro
David Vens é suspeito de ter assassinado a mulher portuguesa
Maria da Rocha foi assassinada na Bélgica
Maria da Rocha foi assassinada na Bélgica
David Vens é suspeito de ter assassinado a mulher portuguesa
David Vens é suspeito de ter assassinado a mulher portuguesa
Maria da Rocha e o companheiro
David Vens é suspeito de ter assassinado a mulher portuguesa
Maria da Rocha foi assassinada na Bélgica
Maria da Rocha foi assassinada na Bélgica
David Vens é suspeito de ter assassinado a mulher portuguesa
David Vens é suspeito de ter assassinado a mulher portuguesa

Uma mulher portuguesa foi assassinada pelo companheiro esta terça-feira numa taberna na Bélgica. Maria da Rocha terá sido morta à facada por David Vens no estabelecimento que o mesmo detinha em Charleroi e a filha de ambos, com nove anos, ainda tentou salvar a mãe. 

O crime poderá ter sido motivado por problemas financeiros e pelo alcoolismo de ambos, razões que causavam frequentes atritos entre o casal, avança o DH.be. Em casos passados, a mulher já teria sido esfaqueada e o homem teria sido golpeado com um garfo num joelho. 

Desta feita, Maria da Rocha apareceu no chão da taberna coberta de sangue e com uma facada nas costas. A filha, de nove anos, ainda tentou colocar um penso rápido na mãe, pensando estar a ajudá-la, mas já era tarde demais. 

O homem ainda tentou deixar a filha ao cuidado de uma amiga, que a recolheu num café próximo. "A Maria morreu. Toma conta da menina, que eu provavelmente vou voltar para a prisão", terá dito à amiga, depois de ter ligado às autoridades a anunciar a morte da companheira. 

Mesmo assim, David Vens assegura que não a matou, garantindo que dormiu no sofá e que, quando acordou ainda inebriado, Maria já estava morta.

A polícia belga está agora a investigar. No entretanto, David ficará em prisão preventiva e é o principal suspeito deste crime. 

Bélgica Maria da Rocha David Vens DH.be Charleroi crime lei e justiça crime homicídio
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)