Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Poste podre cai e mata electricista

Amílcar Santos, de 36 anos, morreu, anteontem à noite, na sequência da queda de um poste de electricidade nos Jardins das Pirâmides da Maia. O indivíduo, que tinha sido pai há uma semana, estava a colocar iluminação no poste quando este cedeu e tombou para a estrada.
8 de Julho de 2009 às 00:30
A tragédia ocorreu nos Jardins das Pirâmides da Maia. No local, são ainda visíveis as escadas tombadas
A tragédia ocorreu nos Jardins das Pirâmides da Maia. No local, são ainda visíveis as escadas tombadas FOTO: Rui Oliveira

O acidente ocorreu às 22h30. Quando os Bombeiros Voluntários de Moreira da Maia chegaram ao local, Amílcar Santos já estaria inconsciente. Foram feitas algumas tentativas de reanimação durante cerca de trinta minutos, mas o homem acabou por morrer, vítima de paragem cardiorrespiratória.

Ao que o CM conseguiu apurar junto de diversas testemunhas, o poste não estaria nas melhores condições, demonstrando algumas marcas de ferrugem.

A EDP, no entanto, discorda, referindo que "o facto de o poste ter ferrugem não quer dizer que esteja em más condições".

Maria Antónia Fonseca, do Gabinete de Comunicação da EDP, disse ao Correio da Manhã que "é expressamente proibido pendurar o que quer que seja nos postes eléctricos", referindo que "a EDP não tem qualquer responsabilidade neste acidente."

O acidente provocou o corte do trânsito na Via Norte, nos dois sentidos, durante cerca de duas horas, o tempo de remover o poste da estrada.

Ver comentários