Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

PRAIA DE MATOSINHOS INTERDITA

A praia de Matosinhos vai ficar interdita a banhos até final da época balnear, uma decisão tomada pelo Centro Regional de Saúde Pública do Norte, na sequência de análises efectuadas à qualidade da água.
23 de Agosto de 2003 às 00:00
Alguns dos resultados revelaram-se negativos, apontando valores superiores ao máximo admissível “de coliformes totais e fecais e de estreptococos fetais”, bactérias que podem provocar problemas de saúde.
A entidade que fiscalizou a qualidade da água foi o Instituto do Ambiente, que efectuou 14 análises. Seis revelaram-se negativas.
Um resultado com o qual não concorda a Câmara de Matosinhos. Segundo o vereador do Ambiente, Guilherme Pinto, “as duas últimas análises confirmam que a água está em condições”.
Em declarações à TVI, o responsável referiu que “uma única análise deu negativa, coincidindo esta análise com uma alteração de metodologia”.
O Centro Regional de Saúde decidiu interditar a praia, tendo em conta “os antecedentes analíticos e a avaliação do potencial de risco para a saúde humana”, uma decisão que vai manter mesmo que análises posteriores resultem na qualidade aceitável da água.
Apesar da interdição, e segundo o ‘Jornal de Notícias’, os banhistas mantém-se a postos, correndo o risco de contrair uma infecção renal ou mesmo uma meningite.
O facto de as bactérias encontradas na água da praia de Matosinhos terem uma única origem – o intestino humano – levanta suspeitas de contaminação devido a esgotos.
Ver comentários