Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Praias vigiadas desde hoje

Um homem de 28 anos estava na Praia de Carcavelos com a família quando reparou que o sogro estava em dificuldades no mar. Sem esperar pelo nadador salvador, atirou-se à água e conseguiu trazê-lo para uma zona com pé. Subitamente, desapareceu nas águas e só foi encontrado uma hora depois, já sem vida. O caso aconteceu em Julho do ano passado e é uma das histórias que o Instituto de Socorros a Náufragos não quer ver repetida este ano. A época balnear arranca hoje com meios reforçados de vigilância em mais de 500 praias.
1 de Junho de 2007 às 00:00
A segurança dos banhistas está a cargo de cerca de 1200 nadadores salvadores em todo o País
A segurança dos banhistas está a cargo de cerca de 1200 nadadores salvadores em todo o País FOTO: Raul Coelho
A praia de Santo André, no concelho alentejano de Santiago do Cacém, foi o cenário escolhido pelo Instituto de Socorros a Náufragos (ISN) para assinalar o arranque da época. O ISN vai fazer uma demonstração dos meios disponíveis para garantir a segurança dos banhistas, em que se destaca uma novidade para este ano: o uso de Moto 4 para patrulhar as zonas não vigiadas.
O tenente Galhardo Leitão, do ISN, explicou ao CM que o primeiro destes veículos – concebido em parceira pelo ISN e a empresa Bombardier – está a ser ensaiado em Santo André. “Caso os resultados dos testes sejam positivos, iremos distribuir várias Moto 4 por todo o País. Estes veículos reforçam a capacidade dos 25 jipes todo-o-terreno que temos disponíveis para vigiar cerca de 350 Km de praias não vigiadas”.
Nas praias que contam com nadadores salvadores, o reforço de meios traduz-se na utilização de 28 motas de água, distribuídas por várias capitanias, o dobro das utilizadas na última época balnear. O ISN prevê para este ano uma campanha de sensibilização que tem como lema ‘Salvar uma vida também depende de si’.
"É PRECISO RESPEITAR AS REGRAS"
João Ferreira tem uma concessão de 200 metros de praia na Foz do Arelho, que começa a ser vigiada hoje por dois nadadores salvadores. Em Julho e Agosto serão mais quatro, devido à grande afluência de banhistas. A vigilância é diária, entre as 10h00 e as 20h00, havendo placas a sinalizar a zona de banhos.
A ondulação é variável e, conta João Ferreira, “se há dias em que o mar está chão, noutros chega a haver ondas de três e quatro metros”. Por isso, apela aos banhistas que respeitem as indicações dos nadadores salvadores. “Por vezes as pessoas não respeitam os sinais, nem as bandeiras, não estão educadas para as atitudes que devem tomar e para a compreensão do trabalho dos nadadores salvadores”, diz.
A concessão tem 12 anos e inclui um bar no areal e uma zona preenchida por 200 barracas.
SAIBA MAIS
187 pessoas perderam a vida em 2006 na sequência de acidentes ocorridos nas praias e na orla marítima ou fluvial. Destas, 26 morreram durante a época balnear – ou seja, no período entre Junho e Setembro.
657 acidentes que envolveram pessoas verificados nas zonas costeiras marítimas e fluviais durante todo o ano de 2006.
RISCOS A EVITAR
Nas praias vigiadas, a causa geral mais frequente de acidentes graves é a doença súbita, seguindo-se a má avaliação dos riscos, normalmente associada ao não cumprimento dos sinais das bandeiras e indicações dos nadadores salvadores.
CRIMINALIDADE
As estatísticas da Polícia Marítima mostram que Agosto, Julho e Setembro são, por esta ordem, os meses em que se registam mais roubos e furtos nas zonas costeiras. No ano passado, registaram-se 587 casos.
OS NÚMEROS
Praias vigiadas: 500 (número aproximado)
Nadadores salvadores: 1.200 (número aproximado)
Militares P. Marítima: 441
Jipes Todo-o-Terreno: 25
Motas de água: 28
Moto 4: ainda por determinar
Estações ISN: 27
Extensão da costa não vigiada: 350 Km
MORTES NA ÉPOCA BALNEAR 2002/2006
2002
Praias vigiadas: 5
Praias não vigiadas: 26
Total: 31
2003
Praias vigiadas: 12
Praias não vigiadas: 18
Total: 30
2004
Praias vigiadas: 7
Praias não vigiadas: 18
Total: 25
2005
Praias vigiadas: 5
Praias não vigiadas: 16
Total: 21
2006
Praias vigiadas: 13
Praias não vigiadas: 13
Total: 26
Salvamentos efectuados em 2006: 1.853
Mortes fora da época balnear em 2006: 161
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)