Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Predador força menor a sexo com ameaça de cão

Homem de 21 anos preso pela Judiciária de Lisboa pelos crimes de rapto, coação sexual e roubo.
João Carlos Rodrigues 16 de Abril de 2019 às 01:30
Prisão
Grades de Prisão
Polícia Judiciária
Polícia Judiciária
Prisão
Grades de Prisão
Polícia Judiciária
Polícia Judiciária
Prisão
Grades de Prisão
Polícia Judiciária
Polícia Judiciária
Um menor, de 15 anos, foi raptado por um predador sexual que utilizou um cão de grande porte para forçar a vítima à prática de sexo oral depois de a levar para um edifício devoluto na zona do Lumiar, em Lisboa.

O homem, de 21 anos, foi agora preso pela Judiciária. Já está em prisão preventiva, indiciado por crimes de rapto, coação sexual e roubo.

O caso ocorreu durante a tarde do dia 31 de janeiro. A vítima ia a caminhar na rua quando foi surpreendida por um homem que passeava o cão. Imediatamente ameaçou o menor com agressões físicas e atiçou o animal de forma a impedi-lo de oferecer qualquer resistência.

A seguir levou-o para uma antiga unidade fabril naquela zona sem que ninguém se apercebesse. E foi neste local que obrigou o menor à prática de sexo oral.

Indefeso e sem capacidade de reação, o jovem viu ainda o predador sexual retirar-lhe todo o dinheiro e o telemóvel, de forma a impedir qualquer tentativa de pedido de ajuda. Após quase uma hora de terror, o agressor abandonou o local, deixando a vítima à sua sorte.

O menor relatou o caso e a família denunciou a situação às autoridades. Agora, depois de diligências da PJ e com a colaboração de elementos da esquadra da PSP de Telheiras, o predador foi apanhado.

Apesar dos momentos de terror, a descrição da vítima foi fundamental para identificar o homem.

As autoridades tentam perceber se o suspeito está envolvido noutros casos semelhantes na zona, e acreditam que outras vítimas poderão denunciar mais crimes.

PORMENORES 
Antecedentes
O suspeito detido não terá antecedentes criminais por crimes sexuais. Ainda assim, perante os indícios recolhidos, o juiz de instrução criminal não teve dúvidas em aplicar a prisão preventiva.

117 presos
Em 2018 foram detidos 113 homens e quatro mulheres por abuso sexual de crianças. Outros 26 homens foram presos por abuso de menores incapazes de resistência ou dependentes.

Viola amiga
A PJ deteve outro predador sexual nos últimos dias. Trata-se de um homem de 22 anos que violou uma amiga, em casa, depois de lhe prometer ajuda a arranjar emprego. Está em preventiva.
Lumiar PJ Lisboa PSP Judiciária Telheiras crime lei e justiça crime lei e justiça crime crimes sexuais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)