Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Predador sexual ataca três vezes

"Bandido, larga a miúda." Foi este grito desesperado, vindo da janela de um prédio num bairro do Miratejo, Seixal, que demoveu Odair Cardoso de consumar a violação sobre uma jovem de 25 anos que seguia, na noite de sexta-feira, o seu caminho para o metro.
17 de Janeiro de 2011 às 00:30
PREDADOR SEXUAL, ABUSOS, VIOLAÇÃO, MARGEM SUL
PREDADOR SEXUAL, ABUSOS, VIOLAÇÃO, MARGEM SUL FOTO: Ricardo Cabral

Percebendo que estava a ser visto, o predador fugiu, levando a mala da vítima. Mas foi travado por um agente da PSP de Corroios que patrulhava a zona e ouviu o pedido de socorro. Perseguiu-o a pé e, 80 metros adiante, conseguiu capturá-lo e recuperar os bens da vítima.

Segundo apurou o CM junto de fonte policial, a abordagem à jovem foi rápida. De fio eléctrico em punho e três preservativos no bolso, o predador, que se encontrava em liberdade condicional há três meses (ver caixa), atirou a vítima ao chão e fez-lhe uma ameaça clara: "Ou te calas ou mato-te."

O detido, de apenas 18 anos e de origem africana, é suspeito de mais dois crimes semelhantes. No mesmo dia, uma outra mulher apresentou queixa no posto da PSP de Corroios apó sofrer uma tentativa de violação, que fez com que necessitasse de receber tratamento hospitalar. A forma de abordagem foi a mesma, assim como o medo que sentiram, devido às ameaças de morte do arguido. "As vítimas pensavam que iam ser estranguladas com o fio eléctrico", explicou ao CM fonte da PSP.

Já com antecedentes criminais, Odair Cardoso foi anteontem presente ao Tribunal de Instrução Criminal de Almada, ficando em prisão preventiva no Estabelecimento Prisional do Montijo até à data do julgamento.

SAI EM LIBERDADE CONDICIONAL E VOLTA AO MUNDO DO CRIME

Odair Cardoso estava em liberdade condicional há apenas três meses. De acordo com a PSP, o arguido esteve detido no Estabelecimento Prisional de Setúbal, onde cumpriu pena por tráfico de estupefacientes e vários tipos de furto.

Na sexta-feira foi preso em flagrante delito pela PSP de Corroios, pelos crimes de roubo e tentativa de violação. Mas é ainda suspeito de mais dois crimes que terão sido perpetrados no mesmo dia, com o mesmo modus operandi: com um fio eléctrico e ameaças de morte, tentou violar as jovens. Sem conseguir consumar o acto, roubou os bens pessoais das vítimas e fugiu. Segundo o CM apurou, o facto de ter cometido as violações durante o período de liberdade condicional poderá agravar a pena a Odair, que só pelo crime de violação enfrenta uma pena de três a dez anos.

PREDADOR SEXUAL ABUSOS VIOLAÇÃO MARGEM SUL
Ver comentários