Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Predador sexual escapa à Justiça

Jorge Prazeres, violador cadastrado que abusou de duas menores e de três mulheres em Chaves, no ano passado, fugiu à Justiça. O predador sexual, de 46 anos, foi libertado em Março após o prazo da prisão preventiva ter sido excedido. Dois meses depois o tribunal marcou o início do julgamento, mas Jorge não apareceu. Foram agendadas mais duas sessões, a última das quais no dia 16, mas todas acabaram adiadas.
26 de Maio de 2011 às 00:30
O violador Jorge Prazeres (de calças brancas) fugiu à Justiça e não compareceu no tribunal
O violador Jorge Prazeres (de calças brancas) fugiu à Justiça e não compareceu no tribunal FOTO: Diogo Pinto

O tribunal já emitiu mandados de detenção em nome do predador sexual, no entanto as autoridades policiais ainda não descobriram onde ele se encontra.

Esta não é a primeira vez que Jorge foge à Justiça. Em 2005, quando cumpria pena por roubos e coacção sexual, fugiu para Espanha com a companheira durante uma saída precária. Permaneceu escondido durante três anos, até que foi preso pelas autoridades espanholas. O violador foi extraditado e ficou a cumprir o resto da pena que lhe faltava na prisão de Chaves.

Mal foi libertado, em 2009, o abusador arranjou uma casa em Chaves e voltou a atacar. Violou duas mulheres nos prédios onde viviam; tentou violar uma mãe e a filha menor e violou, sob ameaça de faca, uma menina de 13 anos num elevador. Foi preso depois do último crime, em Fevereiro de 2010, mas saiu por exceder o prazo de preventiva. E fugiu.

Violador Prisão preventiva Chaves
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)