Sub-categorias

Notícia

Presidente da Câmara de Estremoz acusado de cinco crimes pelo Ministério Público

Luís Mourinha usou uma viatura que lhe estava afeta enquanto presidente de câmara para ir ver jogos do Benfica.
13.07.18
Presidente da Câmara de Estremoz acusado de cinco crimes pelo Ministério Público
Luís Mourinha Foto DR
O Ministério Público (MP) deduziu acusação contra o presidente da Câmara de Estremoz (Évora), o independente Luís Mourinha, pela prática de cinco crimes de peculato de uso, mas o autarca negou que tenha violado a lei.

"Então o presidente da Câmara de Estremoz é convidado por uma instituição, leva o carro da câmara e isto é crime", questionou esta sexta-feira Luís Mourinha, eleito por um movimento independente, em declarações à agência Lusa.

A acusação contra o autarca alentejano, que foi divulgada na página de Internet do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Évora, refere que os alegados crimes ocorreram em 2013 e 2014 no âmbito do exercício das suas funções autárquicas.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!