Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Presidente da Câmara julgado

O presidente da Câmara do Cartaxo, Paulo Caldas, vai ser julgado pelos crimes de denegação de justiça e peculato de uso, num processo anterior às buscas efectuadas pela PJ à autarquia e à sua casa, na terça-feira.
22 de Maio de 2010 às 00:30
O autarca à saída do tribunal
O autarca à saída do tribunal FOTO: João Nuno Pepino

O despacho do juiz de Instrução foi conhecido ontem e o autarca está acusado de denegação de justiça por ter permitido que uma empresa construísse, sem alvará, uma fábrica em terrenos agro-florestais, na expectativa de que uma alteração ao PDM viabilizaria a obra. "Acreditei sempre que podia ser legalizada e agi em nome do interesse público, pois trata-se de uma empresa com 100 postos de trabalho", justificou Paulo Caldas.

Está ainda acusado de peculato de uso, em co-autoria com a ex-vereadora Rute Ouro, devido à atribuição de uma viatura de serviço e ajudas de custo de 6400 euros a uma engenheira que geria o parque de máquinas.

Ver comentários