Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Preso em casa atira sobre PSP

Um agente da PSP foi atingido por uma arma de pressão de ar na zona do pescoço, quando saía da esquadra onde tinha prestado serviço na noite de sexta-feira, na Musgueira, em Lisboa.
23 de Agosto de 2011 às 00:30
Agentes da PSP foram ontem à tarde buscar homem que atirou contra um agente da polícia
Agentes da PSP foram ontem à tarde buscar homem que atirou contra um agente da polícia FOTO: Bruno Colaço

O disparo acertou-lhe na zona do pescoço. Ontem à tarde, agentes da Divisão de Investigação Criminal em Lisboa prenderam o atirador. Trata-se de um homem que estava em prisão domiciliária, por causa de uma condenação por posse de armas de fogo, e que vive no prédio em frente à esquadra.

Ao que o CM apurou, já não é a primeira vez que o homem dispara contra aquela esquadra. A insígnia da PSP está furada por causa dos disparos.

António Ramos, presidente do Sindicato dos Profissionais da Polícia (SPP) criticou, ao CM, a disposição de esquadras da PSP junto a bairros problemáticos. "Todos os dias, são agredidos, em média, três agentes e a maior parte deles porque são reconhecidos dos trabalhos que têm de cumprir", disse.

Recorde-se que, na última sexta-feira, a esquadra da Bela Vista, em Chelas, também em Lisboa, foi atacada com dois cocktails molotov.

Apesar da situação grave, não se registaram feridos nem danos de monta.

LISBOA PRESO PSP ATIRA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)