Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Presos gastam 80 mil euros em dois dias na cadeia de Custóias

Reclusos gastaram dinheiro em bens alimentares e tabaco num ato que violou os serviços mínimos definidos para a greve dos guardas.
M.C. 26 de Dezembro de 2018 às 08:42
Fraude fiscal penalizada com prisão e pagamentos milionários ao Estado
Grades de Prisão
Cadeia de Custoias
Cadeia de Custoias
Prisão
Fraude fiscal penalizada com prisão e pagamentos milionários ao Estado
Grades de Prisão
Cadeia de Custoias
Cadeia de Custoias
Prisão
Fraude fiscal penalizada com prisão e pagamentos milionários ao Estado
Grades de Prisão
Cadeia de Custoias
Cadeia de Custoias
Prisão
O Sindicato Nacional da Guarda Prisional (SNGP) disse ao CM que os reclusos da cadeia de Custóias, Porto, terão gasto cerca de 80 mil euros na compra de bens alimentares e tabaco, num ato que, segundo esta estrutura, violou os serviços mínimos definidos para a greve dos guardas.

Segundo Jorge Alves, presidente do SNGP, a direção de Custóias permitiu, "unilateralmente, que os reclusos tivessem cantina (compra de bens alimentares na prisão), entre 14 e 15 de dezembro".

"Foram abertas centenas de celas, entre as 13h00 do dia 14 [muitas após as 19h00, hora de fecho dos presos], e a 01h30 do dia seguinte. Estimamos que tenham sido gastos cerca de 80 mil euros. Foi uma black friday", explicou Jorge Alves, acrescentando: "Esta e outras violações aos serviços mínimos serão enviadas para a PGR."

Fonte dos Serviços Prisionais disse ao CM que "de acordo com os serviços mínimos definidos, as cantinas da prisão foram abastecidas e os reclusos fizeram as suas compras, num procedimento que se prolongou além do habitual."
Ver comentários