Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Prisão domiciliária para homem que pegou fogo a carros da ex-mulher por vingança

Dois filhos menores e a ex-mulher correram risco de vida devido aos fogos.
Fátima Vilaça 20 de Julho de 2022 às 12:33
Polícia Judiciária
Polícia Judiciária FOTO: Pedro Catarino

O Juiz de instrução do Tribunal de Viana do Castelo decretou a medida de prisão domiciliária a um homem de 42 anos que, no espaço de três semanas, incendiou os carros da ex-companheira, para vingar o fim da relação. Os dois filhos menores e a ex-mulher correram risco de vida devido aos fogos que ocorreram de madrugada, junto à casa onde vivem no concelho de Viana do Castelo.

Os incêndios aconteceram nos dias 23 de julho e 14 de julho deste ano, tendo o último caso sido presenciado por um dos filhos menores do agora detido. Apesar do alerta do filho e dos pedidos para que se fosse embora, o homem continuou a regar o carro da ex-companheira com gasolina e pegou-lhe fogo. As chamas só não se propagaram à casa graças à intervenção dos vizinhos e dos bombeiros.

O autor, que já na véspera de S. João tinha incendiado outra viatura da mãe dos dois filhos menores, acabou por ser detido na segunda-feira à tarde pela Polícia Judiciária de Braga. Agiu num quadro de violência doméstica para vingar o fim da relação de vários anos. Vai aguardar julgamento preso em casa.

Tribunal de Viana do Castelo Viana do Castelo crime lei e justiça questões sociais prisão polícia
Ver comentários
C-Studio