Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Prisão preventiva para suspeito de atear fogo que vitimou dezenas de animais em canil de Santo Tirso

Fogo deflagrou num abrigo na Serra da Agrela, provocando a morte a mais de 70 cães.
Manuel Bento e Lusa 6 de Agosto de 2020 às 18:04
Suspeito de atear fogo que vitimou dezenas de animais em canil de Santo Tirso presente esta quinta-feira em tribunal
Santo Tirso animais canil
Suspeito de atear fogo que vitimou dezenas de animais em canil de Santo Tirso presente esta quinta-feira em tribunal
Santo Tirso animais canil
Suspeito de atear fogo que vitimou dezenas de animais em canil de Santo Tirso presente esta quinta-feira em tribunal
Santo Tirso animais canil
O suspeito de ter ateado o fogo que teve início em Valongo e se estendeu a Santo Tirso, tendo vitimado dezenas de animais, ficou em prisão preventiva, indicou à Lusa fonte da Polícia Judiciária (PJ).

O Tribunal de Instrução Criminal determinou a prisão preventiva do homem de 29 anos que foi detido quarta-feira pela PJ em Sobrado, concelho de Valongo, e que é suspeito de ter ateado o fogo que a meio de julho atingiu dois canis ilegais na Serra da Agrela, freguesia do concelho de Santo Tirso.

O fogo provocou a morte a mais de 70 cães.

De acordo com fonte da PJ, a medida de coação foi determinada depois de o suspeito ter sido presente a primeiro interrogatório judicial.

Santo Tirso crime fogo incêndio incendiário PJ Valongo Polícia Judiciária tribunal
Ver comentários