Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Prisão preventiva para suspeito de incêndio florestal detido em Arronches

Homem ateou fogo numa zona de pasto, que consumiu uma área de mato e duas árvores.
Lusa 11 de Setembro de 2019 às 16:33
Atear fogo
Atear fogo FOTO: Direitos Reservados
Um homem, de 67 anos, foi detido pela GNR em Arronches (Portalegre) por suspeitas da prática de crime de incêndio florestal, tendo o tribunal decidido que fica em prisão preventiva, revelou esta quarta-feira a força de segurança.

O Comando Territorial de Portalegre da GNR explicou, em comunicado, que o homem foi detido na segunda-feira por elementos do Posto Territorial de Arronches, por alegadamente ter ateado um fogo no concelho.

O detido foi esta quarta-feira presente ao Tribunal Judicial de Portalegre, que decidiu aplicar-lhe a prisão preventiva como medida de coação.

Contactada pela agência Lusa, fonte do comando territorial explicou que a GNR foi alertada para o incêndio florestal por "uma testemunha", que "viu o homem no local e achou-o suspeito".

Após a denúncia, os militares deslocaram-se para o local e intercetaram o autor do fogo.

"O suspeito, enquanto circulava de bicicleta na EN246, ateou fogo numa zona de pasto, que consumiu uma área de mato e duas árvores, utilizando para o efeito um isqueiro", que "ainda tinha na sua posse" no momento da detenção, segundo a GNR.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)