Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Prisão preventiva por morte em crime gay

Um homem vai aguardar julgamento em prisão preventiva por suspeita da morte a tiro de um vizinho com quem terá mantido uma relação, informou esta sexta-feira a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa.
13 de Julho de 2012 às 20:32
Lisboa, vítima, atingida, tiro, barriga, crime, gay
Lisboa, vítima, atingida, tiro, barriga, crime, gay FOTO: Ricardo Cabral

O caso passou-se na madrugada de quarta-feira, em Lisboa, quando o arguido terá batido à porta da casa da vítima, armado com uma caçadeira.

Quando a vítima abriu a porta, o arguido terá dito "já estás" e baleado mortalmente o vizinho na clavícula, abandonando-o no local.

Pouco tempo depois, a polícia encontrou o suspeito num apartamento próximo do local do crime.

Apresentado a tribunal para primeiro interrogatório judicial, o homem foi sujeito a prisão preventiva, por suspeita da prática de homicídio qualificado.

A investigação está a cargo da Polícia Judiciária e o inquérito foi distribuído à 7.ª secção do Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa, especializada em violência doméstica.

As autoridades suspeitam de que arguido e vítima eram vizinhos e mantiveram uma relação por tempo indeterminado, que acabou por razões ainda não apuradas.

Lisboa vítima atingida tiro barriga crime gay
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)