Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

PRIVADOS OPERAM 40 MIL DOENTES

Os doentes em lista de espera que os hospitais públicos não têm capacidade para operar vão começar a ser chamados já em Junho para fazerem as cirurgias em estabelecimentos privados e sociais. Ao todo são 39.638 doentes, na sua maioria com problemas de ouvidos, cataratas, varizes, hérnias, adenóides e amigdalites, apurou o CM.
27 de Abril de 2003 às 00:00
Para operar estes doentes, o Ministério da Saúde lançou concursos públicos e recebeu candidaturas de 30 entidades do sector privado e social. Os Hospitais Privados de Portugal, que pertencem ao grupo Caixa Geral de Depósitos e o Hospital da CUF, da José de Mello Saúde, foram os que se candidataram a mais cirurgias pelo país. Amanhã, as Administrações Regionais de Saúde vão começar a analisar a propostas de cada entidade e a distribuir os doentes pelos hospitais. O Alentejo é a única região do país que não vai recorrer aos privados porque as autoridades de saúde garantem que os hospitais públicos da zona têm capacidade para, sozinhos, resolverem os 4.605 casos de cirurgias em espera.
“Os doentes não vão pagar nada. Tratam-se de protocolos que o Estado faz com privados e social, pagando as cirurgias ao mesmo preço que paga aos médicos dos hospitais públicos”, disse ao CM fonte do Ministério da Saúde.
Estes protocolos com entidades privadas e sociais fazem parte do Programa Especial de Combate às Listas de Espera Cirúrgicas (PECLEC), aprovado em Abril do ano passado, que promete resolver, em dois anos, a situação aos 123 mil utentes que estão nas listas. De acordo com o Ministério da Saúde, os hospitais públicos vão realizar este ano 65.147 cirurgias no âmbito do PECLEC e os privados estes 39.638. Os restantes utentes serão operados em 2004 .
Apesar de o número de utentes inscritos em lista de espera ser 123 mil, o Ministério da Saúde estima que cerca de 20 mil casos sejam falsos. Isto por corresponderem a doentes inscritos em mais do que um hospital, terem já falecido, ou terem o seu caso já resolvido.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)