Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Processos arquivados em avaliação

A equipa liderada por Helena Fazenda, a magistrada nomeada por Pinto Monteiro para investigar a noite do Porto, já está constituída. A composição ainda não é conhecida, sabendo-se apenas que Vítor Magalhães, o procurador do DCIAP que acompanhou Helena Fazenda durante os primeiros interrogatórios, fará parte da mesma equipa.
5 de Janeiro de 2008 às 00:00
A investigação vai entretanto continuar, mas os magistrados irão tentar cruzar agora diversa informação. Recolher outros elementos de diferentes inquéritos já arquivados, de forma a tentar perceber quais as situações que estão relacionadas com os indivíduos detidos na ‘Operação Noite Branca’. Este levantamento, de quase meia centena de processos, foi feito pelo DIAP do Porto há quase um mês e os processos seguiram para Lisboa na semana passada.
Entretanto, segundo o CM apurou, ainda não é certo se todos os inquéritos de mortes na noite do Porto serão anexados. Por uma questão de estratégia de investigação os mesmos poderão continuar a correr separadamente, embora as investigações sejam centradas na mesma equipa.
Também na próxima segunda-feira, Luís Vaz Teixeira, advogado de ‘Pidá’ – o alegado líder do gang da Ribeira, preso dias antes do Natal pela PJ do Porto – vai entregar o recurso da prisão preventiva. Bruno Pinto contesta a medida de coacção que lhe foi aplicada e nega a posse da arma que lhe foi apreendia. Garante também não estar envolvido na morte de Aurélio Palha e Ilídio Pinto, defendendo estar a ser vítima de uma cabala.
Por esclarecer continuam ainda as mortes de Nuno ‘Gaiato’ e Alberto Carvalho – conhecido por ‘Berto Maluco’ – cujos processos também já estão em Lisboa.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)