Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Professor agride mãe de 81 anos

Vítor Manuel, 46 anos, atirou a idosa para o hospital.
João C. Rodrigues e Miguel Curado 23 de Abril de 2015 às 02:00
Idosa foi levada de casa, neste prédio, ao hospital
Idosa foi levada de casa, neste prédio, ao hospital FOTO: João Santos
Desde que o marido morreu, há seis anos, que a vida de Ana Isabel Miranda, 81 anos, se tornou um inferno. A idosa ficou a viver com o filho – um professor de 46 anos, "viciado em drogas duras" –, que a usa como "saco de pancada", conta ao CM uma vizinha. Ontem de madrugada, voltou a ir parar ao hospital com hematomas no rosto e couro cabeludo e escoriações nos braços e pernas. Vítor Manuel, o agressor, foi detido pela PSP do Cacém.

Ana Isabel teve alta hospitalar horas depois do brutal ataque e foi levada para local seguro por uma filha. Às autoridades, a idosa disse que tinha caído nas escadas, mais uma vez.

A agressão ocorreu pelas 02h00 na casa partilhada por mãe e filho, na rua José Afonso, em Agualva, Sintra. "Estava a dormir e ouvi gritos: ‘Porca’, ‘a casa é minha’. Depois, ouvi gritos de socorro", conta a vizinha, sob anonimato. Um dos vizinhos do prédio alertou a PSP e os bombeiros. O homem – professor numa escola do ensino básico de Mira-Sintra – foi travado pelos agentes, mas reagiu à detenção.

Foram precisos quatro polícias para manietar o homem, que passou a noite na esquadra do Cacém. De manhã, quando voltou ao prédio, escoltado pela PSP, atacou novamente os agentes. "Entrou normalmente e voltou a sair algemado." Ao que o CM apurou, as agressões são uma constante para Ana Isabel, que nunca apresentou queixa contra o filho. Mas, por se tratar de um crime público – que não carece de queixa para procedimento criminal –, o agressor foi detido para ser presente a juiz.
toxicodependente PSP Cacém agressões Agualva Sintra crime lei e justiça hospital
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)