Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Professora primária agredida em escola de Lisboa foi substituída

Docente, de 35 anos, está com uma gravidez de risco de seis semanas e teve de receber tratamento hospitalar na maternidade Alfredo da Costa.
Lusa e Correio da Manhã 4 de Dezembro de 2019 às 17:33
Maternidade Alfredo da Costa
Dos quatro serviços de urgência de ginecologia apenas três iriam funcionar
Maternidade Alfredo da Costa
Dos quatro serviços de urgência de ginecologia apenas três iriam funcionar
Maternidade Alfredo da Costa
Dos quatro serviços de urgência de ginecologia apenas três iriam funcionar
A professora primária que foi agredida pela mãe de um aluno na escola Agostinho da Silva, em Lisboa, foi já substituída, informou à agência Lusa o Ministério da Educação, acrescentando que a agressora será presente a tribunal.

"A professora está ausente de serviço, tendo já sido substituída para que a atividade letiva prossiga naquela turma", refere o Ministério da Educação numa nota.

De acordo com a tutela, o caso foi entregue às autoridades, segundo as quais a alegada agressora será presente a juiz.

Tal como noticiou esta terça-feira o Correio da Manhã, uma professora primária da escola Agostinho da Silva, em Marvila, Lisboa, foi agredida pela mãe de um aluno, que invadiu a sala de aula e empurrou e esmurrou a vítima.

A docente, de 35 anos, está com uma gravidez de risco de seis semanas e teve de receber tratamento hospitalar na maternidade Alfredo da Costa.

Ver comentários