Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Professores de português na Suíça em greve

Pré-aviso de greve foi marcado para dia 20 de junho.
15 de Junho de 2015 às 16:31
Sindicato diz que os "professores na Suíça recebem atualmente vencimentos inferiores aos auferidos em 1984"
Sindicato diz que os 'professores na Suíça recebem atualmente vencimentos inferiores aos auferidos em 1984' FOTO: Arnd Wiegmann/Reuters
O Sindicato dos Professores nas Comunidades Lusíadas (SPCL) emitiu esta segunda-feira um pré-aviso de greve dos professores de Ensino de Português no Estrangeiro (EPE) na Suíça "para toda a atividade a desenvolver pelos docentes" a 20 de junho.

Em comunicado enviado à Lusa, o SPCL fundamenta a marcação deste pré-aviso de greve com o facto de "os professores na Suíça receberem atualmente vencimentos inferiores aos auferidos em 1984, portanto, há 31 anos" e de a aplicação da correção cambial "não trazer, na prática, nenhuma melhoria salarial aceitável aos professores em questão".

Segundo o sindicato, "a tabela onde constam os fatores de correção cambial, aprovada em conselho de ministros no passado dia 14 de maio, na qual se encontra estipulada uma correção de 11% para a Suíça," não resolve a situação, "visto que cerca de 42% do total ilíquido previsto será absorvido pela tributação obrigatória, assim como pelo câmbio desfavorável em si, visto que os vencimentos dos professores são em euros e não em francos suíços".

No documento endereçado ao primeiro-ministro, aos ministros dos Negócios Estrangeiros, da Educação e Ciência, ao secretário de Estado das Comunidades Portuguesas e à presidente do Instituto Camões, o SPCL sublinha ainda que "tem continuamente chamado a atenção dos responsáveis para a situação na Suíça". 
Sindicato dos Professores nas Comunidades Lusíadas SPCL suiça greve docentes professores português
Ver comentários
}