Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

PROPAGAVA DOENÇA INFECTO-CONTAGIOSA

Um casal, que se dedicava à prostituição e à exploração de outros indivíduos para as mesmas práticas, foi detido pela Polícia Judiciária de Setúbal pelo crime de lenocínio e o homem ainda pelo crime de propagação de doença contagiosa.
19 de Junho de 2003 às 02:40
A PJ revelou que o homem, de 27 anos, é, e sabia ser, portador do vírus da sida, bem como de outras doenças infecto-contagiosas, não utilizando qualquer tipo de precauções para evitar eventuais contágios, não advertindo os seus parceiros das doenças de que padece, e, quando confrontado com as mesmas, negando-as sempre.
Para angariação de clientes, o homem e a mulher, esta de 22 anos, colocavam anúncios de cariz erótico, homossexual ou oferecendo casal para práticas diversas e exibição de sexo ao vivo em vários jornais de âmbito nacional e em pequenos escritos em diversos placards na cidade de Setúbal.
A operação, cuja investigação ainda está a decorrer, foi levada a cabo pelo Departamento de Investigação Criminal de Setúbal da PJ, tendo o homem, após o primeiro interrogatório, ficado em prisão preventiva.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)