Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Prostituta de rua agredida e roubada

Uma prostituta foi assaltada e espancada por um cliente na variante do Sobreiro em Albergaria-a-Velha. Outras duas conseguiram escapar porque num caso apareceu um novo "cliente" e noutro a mulher reagiu violentamente pondo o assaltante em fuga.
11 de Janeiro de 2009 às 00:30
Esta mulher foi assaltada e alvo de agressões na variante do Sobreiro, perto de Albergaria-a-Velha
Esta mulher foi assaltada e alvo de agressões na variante do Sobreiro, perto de Albergaria-a-Velha FOTO: Francisco Manuel

O homem, já conhecido das mulheres da estrada, parou uma carrinha de caixa aberta junto a uma delas, no entroncamento de S. Marcos e chamou-a para ir para a mata. "Disse-lhe que queria fazer o serviço fora do carro, mas a minha colega percebeu as intenções e não se deixou surpreender quando ele lhe tentou puxar a carteira, reagindo de tal modo que ele teve de fugir", contou à nossa reportagem uma das prostitutas de Albergaria-a-Velha.

O ladrão não desistiu e minutos depois abordou uma outra mulher na variante do Sobreiro. "Convenceu-a a ir para a mata, escolheu o local e quando ela se preparava para deitar no chão agarrou-a, agrediu-a a murro e roubou-lhe a carteira com pouco dinheiro, porque ela ainda estava a começar o dia e ainda não tinha facturado", explicou outra das prostitutas.

A vítima, de 43 anos, ficou com os olhos negros e os dentes partidos e teve de ser hospitalizada.

Pouco depois, tentou abordar outra mulher, um pouco mais à frente, mas apareceu um cliente e ele teve de fugir.

A mulher agredida apresentou queixa na GNR e, dizem as colegas, "nos próximos dias não vai trabalhar porque ficou muito mal tratada". Dizem ainda que receiam novas agressões e roubos, recordando que já não é a primeira vez que uma situação destas acontece.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)