Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Proteção Civil mantém alerta vermelho para sete distritos

Desde as 00h00 deste sábado, já foram registadas 73 ocorrências.
18 de Agosto de 2018 às 17:30
Incêndios
Incêndios
Incêndios
Incêndios
Incêndios
Incêndios
Incêndios
Incêndios
Incêndios
As temperaturas que se vão voltar a viver nos próximos estão a deixar o país em alerta. A Proteção Civil esteve este sábado a fazer um ponto de situação, em Carnaxide, e alerta para os cuidados redobrados até, pelo menos segunda-feira às 23h59. Braga, Bragança, Guarda, Porto, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu são os sete distritos que vão manter-se em alerta vermelho. 

Neste momento, o incêndio mais preocupante é o de Alijó em Vila Real que, apesar de já estar dominado, continua a preocupar devido ao histórico daquela zona. Por essa razão mais de uma centena de bombeiros vão estar no local para evitar reacendimentos. 

Desde as 00h00 deste sábado, já foram registadas 73 ocorrências, 38 das quais no período da noite. 

"Até ao fim deste alerta especial para as forças que será segunda-feira, e apesar de haver o despacho ministerial [da Administração Interna] para ser alargado até quarta-feira, nós faremos uma nova avaliação da situação que pode fazer com que o alerta especial vermelho acresça até quarta-feira. Vamos continuar com o pré-posicionamento dos grupos de reforço ao combate a incêndios florestais", disse Alexandre Penha, adjunto de operações nacional da ANPC.

Estes "grupos de reforço" são formados pelos corpos de bombeiros voluntários e "pessoal da força especial de bombeiros" em vários distritos, "substancialmente no norte do país".

A Proteção Civil admitiu ainda que a proibição de fogo-de-artifício não foi cumprida em Arcos de Valdevez o que levou ao incêndio da noite desta sexta-feira. 

Arcos de Valdevez Proteção Civil Carnaxide Alijó Vila Real acidentes e desastres incêndios
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)