Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Proteção Civil nos currículos escolares é "objetivo estratégico"

"Há ensinamentos que devem ser adquiridos desde muito cedo", disse a ministra da Administração Interna.
2 de Março de 2015 às 15:46
A ministra da Administração Interna, Anabela Rodrigues, durante as cerimónias do  Dia da Proteção Civil
A ministra da Administração Interna, Anabela Rodrigues, durante as cerimónias do Dia da Proteção Civil FOTO: António Cotrim/Lusa

A ministra da Administração Interna, Anabela Rodrigues, considerou esta segunda-feira ser "fundamental", e um "objetivo estratégico para o país", a introdução, nos currículos escolares, de matérias relativas à redução de riscos e no âmbito da Proteção Civil.

A ministra presidiu esta segunda-feira à sessão evocativa do Dia da Proteção Civil, que se realizou esta manhã na sede da Autoridade Nacional da Proteção Civil, em Carnaxide, Oeiras, na qual foi apresentado o "Referencial da Educação para o Risco", projeto realizado em conjunto com o Ministério da Educação e Ciência.

"Há ensinamentos que devem ser adquiridos desde muito cedo, porque mais dificilmente conseguem ser apreendidos em idade adulta. Por isso, criar uma cultura de Proteção Civil junto dos mais novos, mais do que uma medida acertada, constitui um objetivo estratégico para o país", sustentou Anabela Rodrigues.

A ministra sublinhou que é "fundamental" que os jovens obtenham, desde cedo, "a formação que lhes permitirá ser parte ativa e consciente da segurança da sociedade e do país". "Creio que é este, porventura, o desafio que se impõe a todos os que assumimos responsabilidade de direção e condução dos destinos do país: fazer com que as novas gerações estejam mais preparadas do que a nossa", acrescentou.

A "Educação para o Risco" foi o tema escolhido pela ANPC para assinalar o Dia da Proteção Civil, que se comemora a 01 de março, tendo em conta a importância das escolas na preparação dos jovens em situações de catástrofes.

O objetivo, segundo o presidente da ANPC, o major-general Francisco Grave Pereira, é "sublinhar o papel fundamental e estruturante que a escola tem para formar cidadãos mais sensíveis e mais bem preparados para matérias de cidadania, contribuindo para a criação de sociedades mais ativas na preparação e preparação para a emergência e ao acidente".

O responsável disse que o projeto se encontra já em consulta pública e aproveitou a ocasião para relembrar os objetivos traçados para a ANPC para este ano.

"Queremos contribuir para implementar um dispositivo de proteção civil equilibrado, prestável, sustentável e resiliente. Queremos iniciar um processo de tipificação dos corpos dos bombeiros (...) para que funcionem numa ótica de complementaridade e não de concorrência", afirmou.

ministra da Administração Interna Anabela Rodrigues Proteção Civil Ministério da Educação e Ciência ANPC
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)