Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Protesto dos pilotos prejudica resultados da TAP

O presidente executivo da companhia aérea portuguesa TAP – Air Portugal, Fernando Pinto, reconheceu esta quarta-feira que os protestos dos pilotos da aviação civil está a prejudicar os resultados da transportadora.
24 de Janeiro de 2007 às 18:17
Fernando Pinto, que falava ao jornalistas após um almoço-debate promovido pelo Clube de Empresários do Brasil, explicou que para além dos diversos cancelamentos de voos da TAP, a companhia aérea teve ainda de enfrentar custos adicionais com o fretamento de aviões e tripulações a outras empresas.
Segundo o presidente executivo, a “situação tornou-se deveras preocupante” na altura do Natal e do Ano Novo, reconhecendo que a despesa inesperada que o protesto representou, apesar de não estar ainda quantificada. Recorde-se que só entre os dias 20 e 26 de Dezembro, o protesto dos pilotos obrigou ao cancelamento de19 voos da TAP.
No entanto, Fernando Pinto mantém a “esperança” de atingir os resultados positivos no exercício de 2006 e cumprir a meta de quatro milhões de euros de lucro, delineada pelo Governo.
O Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil, que representa cerca de 1.500 dos três mil pilotos existentes em Portugal, aconselhou os associados a cumprirem "escrupulosamente" as normas legais que dizem respeito ao gozo de folgas, entre 20 de Dezembro e 15 de Janeiro, como forma de protesto contra o aumento da idade da reforma dos 60 para os 65 anos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)