Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

PSP: 2.838 armas vão ser destruídas no Seixal

A PSP anunciou esta terça-feira a destruição, na quarta-feira, de 2.838 armas que foram apreendidas, entregues ou declaradas como perdidas a favor do Estado.
26 de Junho de 2012 às 17:32
Na quarta-feira serão destruídas 2.523 armas de fogo e as 315 armas brancas no Seixal (foto de arquivo)
Na quarta-feira serão destruídas 2.523 armas de fogo e as 315 armas brancas no Seixal (foto de arquivo) FOTO: LUSA / ESTELA SILVA

Desde 2011 que a PSP já destruiu 6.770 armas de fogo e 6.700 armas brancas, num total de 13.470.

Segundo a PSP, as 2.523 armas de fogo e as 315 armas brancas que vão ser destruídas quarta-feira no Seixal foram declaradas como perdidas a favor do Estado no âmbito de processos-crime, de contra-ordenação ou administrativos, depois de terem sido apreendidas pela Polícia de Segurança Pública e outras autoridades policiais em todo o país.

Integram ainda o lote de armas a destruir aquelas que foram entregues voluntariamente ao Estado pelos seus detentores ou achadores, adianta a PSP.

Entre as armas a destruir estão pistolas, revólveres, espingardas, punhais, navalhas e espadas.

A PSP explica que o director nacional da Polícia optou pela sua destruição devido ao estado de degradação em que se encontram as armas e a sua inutilidade para a actividade operacional, formativa, cultural ou museológica.

Compete à PSP, através do Departamento de Armas e Explosivos, licenciar, controlar e fiscalizar o fabrico, armazenamento, comercialização, uso e transporte de armas, munições e substâncias explosivas e equiparadas que não pertençam ou se destinem às Forças Armadas e forças e serviços de segurança.

Armas PSP destruídas apreendidas entregues perdidas Estado
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)