Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

PSP APANHA EXPLOSIVOS

Centenas de quilos de explosivos, milhares de munições e material pirotécnico às toneladas foram apreendidos pela PSP em doze dias de acções de fiscalização no Norte do País.Na maioria dos casos, o material estava mal armazenado ou guardado em locais não licenciados.
29 de Junho de 2004 às 00:00
As multas podem ir até aos 5000 euros e os artigos apreendidos vão ter um de dois fins possíveis: destruição ou leilão.
“Esta é uma época propícia para o fogo -de -artifício”, referiu ao CM o subintendente Coroado, do Departamento de Armas e Explosivos da PSP, responsável por este apanhar de foguetes antes das festas. Ao todo, a Polícia apreendeu 19 toneladas de material pirotécnico e quase cinco mil foguetes, candelas e balonas. A maior apreensão, 18,2 toneladas, foi em Vila Verde da Raia, Chaves.
Nos doze dias de operação policial, que terminaram anteontem, as brigadas de fiscalização da PSP visitaram oficinas pirotécnicas, locais de lançamento de fogo -de -artifício, pedreiras, armeiros e campos de tiro. “A maioria das apreensões está relacionada com as condições de armazenamento do material”, referiu o subintendente Coroado.
Foi o que sucedeu, por exemplo, em Marco de Canaveses, onde cinco mil cartuchos de caça foram encontrados num armazém situado num local indevido. Ou em Aguiar da Beira, onde o estaleiro com 275 quilos de explosivos, dois mil metros de rastilho, 1250 metros de cordão detonante e 500 detonadores estava numa zona não licenciada.
Em Miranda do Douro, Barcelos e Lamego, a Polícia apreendeu 305 mil cartuchos de caça e quase cinco mil munições de vários calibres. Nos casos de Miranda do Douro (3000 munições de calibre .22) e de Lamego (1900 munições de calibres .22, 6,35 mm e 7,65 mm), as apreensões resultaram de se tratar de material não autorizado. “A fiscalização incidiu a Norte, mas neste momento está a decorrer em todo o País”, sublinhou ao CM o responsável da PSP. O material que não puder ser preservado vai ser destruído. O restante será leiloado após o fim dos processos. Para os proprietários, as multas variam entre os 500 e os 5000 euros.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)